segunda-feira, 8 de março de 2010

Dandara, doce guerreira

DandaraAno passado aproveitei o Dia Internacional da Mulher para falar de uma guerreira, Aqualtune, a avó de Zumbi dos Palmares.

Este ano vou repetir o gesto e, em homenagem a todas as mulheres que vivem suas batalhas pessoais, vou falar de Dandara, que foi esposa e mãe, mas não deixou de ser guerreira.

A história de Dandara?
Embora não haja registros de seu local de nascimento nem de sua ascendência africana, acredita-se que nasceu no Brasil e foi viver no Quilombo de Palmares ainda menina.

Segundo escreve o professor de história Kleber Henrique, no blog Cuca Livre, Dandara não era apta apenas aos serviços domésticos. Plantava como todos, trabalhava na produção de farinha de mandioca, aprendeu a caçar, mas além disso aprendeu a lutar capoeira, empunhar armas e liderou as falanges femininas do exército palmarino.

Esposa de Zumbi e mãe de seus três filhos, Dandara participou de todos os ataques e defesas da resistência de Palmares e não tinha limites para defender a liberdade e a segurança do Quilombo.

Dandara compartilhava a posição de Zumbi contra o tratado de paz assinado por Ganga-Zumba. Entre outras negociações, o acordo requeria a mudança dos habitantes de Palmares para as terras no Vale do Cacau. Para Dandara, o tratado traria a destruição da República de Palmares e a volta à escravidão.

Dandara morreu em 06 de fevereiro de 1694, após a destruição da Cerca Real dos Macacos, uma batalha sagrenta que deixou centenas de mortos. Ainda assim, acredita-se que ela se suicidou para não voltar a ser escrava, atirando-se da da pedreira mais alta de Palmares.

Fontes:
Cuca Livre
Overmundo
Tribuna do Sertão

Um comentário:

Anônimo disse...

legal, também to fazendo um trabalho sobre Dandara ..
gosteei vllw

Quem faz o Capoeira de Vênus

Venusiana
Meu nome de verdade é Neila, no espelho, alieN, o que é só mais um motivo dessa brincadeira espacial. Adoro ler e escrever, por isso me formei jornalista. E foi fazendo estágio de jornalismo que tive meu primeiro contato com a capoeira e me apaixonei. Comecei a treinar na Escola de Capoeira Armagedon, com o Mestre Del, e hoje sou pré-estagiária do grupo. Ainda tenho muito o que aprender sobre capoeira, por isso não fiz esse blog para ensinar nada a ninguém, apenas para trocar informações sobre essa arte maravilhosa. Deu tão certo que hoje escrevo também a coluna Capoeira Mulheres, no Portal Capoeira.

Meu e-mail: capoeiradevenus@gmail.com
Visualizar meu perfil completo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO