quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Consciência Negra


Eu estava no ônibus, indo trabalhar hoje de manhã e ouvindo os comentários dos outros passageiros sobre o Dia da Consciência Negra. E o que se comenta é que no lugar "X" é feriado, no lugar "Y" não é, e na cidade "Z" a prefeitura vai dar o feriado no dia 21. São várias marchas, atividades culturais e eventos sendo realizados nesta data, mas não se comenta. O significado da comemoração, então... E onde fica a "consciência" nessa história?

O Dia Nacional da Consciência Negra foi instituído há 30 anos em um Congresso do Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial. A data foi escolhida por ser o dia em que morreu, em 1965, Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares e símbolo da resistência Negra.

Atualmente a data é ferido em aproximadamente 350 municípios, conforme dados da Seppir - Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

Como é devagar que caminha a humanidade, quem sabe daqui há alguns anos, a população em geral compreenda que a data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. Ainda assim, seria só mais um passo na caminhada em busca do reconhecimento da igualdade racial. Só não dá pra esperar que as coisas mudem por si só, cada um tem que fazer sua parte, e um bom começo é participar das caminhadas, marchas, e demais eventos realizados em comemoração à esse dia, mostrando apoio e união à causa da Igualdade.

Um comentário:

Carlos Henrique Leda disse...

Não tenho dúvidas que os negros sofrem preconceito, assim como os pobres, os altos, os 'quatro-zóios', os gordos, os magros, enfim, todos os que saem do padrão estabelecido como 'normal'.

Fico preocupado com estas datas, pois elas fazem questão de separar as raças, dizendo que um dia do ano é em especial aos negros, neste caso. Isso não me parece igualdade.

Quem faz o Capoeira de Vênus

Venusiana
Meu nome de verdade é Neila, no espelho, alieN, o que é só mais um motivo dessa brincadeira espacial. Adoro ler e escrever, por isso me formei jornalista. E foi fazendo estágio de jornalismo que tive meu primeiro contato com a capoeira e me apaixonei. Comecei a treinar na Escola de Capoeira Armagedon, com o Mestre Del, e hoje sou pré-estagiária do grupo. Ainda tenho muito o que aprender sobre capoeira, por isso não fiz esse blog para ensinar nada a ninguém, apenas para trocar informações sobre essa arte maravilhosa. Deu tão certo que hoje escrevo também a coluna Capoeira Mulheres, no Portal Capoeira.

Meu e-mail: capoeiradevenus@gmail.com
Visualizar meu perfil completo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO